FANDOM


Ariann, Deus das Águas Senhor dos Mares, Vigilante das Águas, Malian, a Senhora dos Corais Deus Maior Símbolo Plano Natal: Tendência: Neutro e Mal Aspecto: Águas, Mar, Rios, Lagos, Cachoeiras, Barcos, Marinheiros, Peixes, Animais Aquáticos, Anfíbios, Chuvas, Tempestades Seguidores Marinheiros, Piratas, Pescadores, Elfos do Mar, Sirênios, Tritões, Seres Aquáticos Tendência dos Clérigos Qualquer uma

Ariann (Á-ri-âm) é o Deus das Águas do Panteão da Nova Aurora, e sua inconstância é lendária dentre os deuses. Sendo um dos Primordiais, Ariann tem conhecimento de seu poder, mas diferente de seus irmãos, costuma ser extremamente indiferente com relação aos mortais. Pode conduzir embarcações em segurança quando os tripulantes demonstram respeito e temor, e ao mesmo tempo arrazar cidades que estejam ao alcance de suas águas só para punir um mortal que desrespeitou seus domínios. Geralmente apresenta intolerância com as raças terrestres, e dentre os seres mortais, os que alcançam sua graça e proteção são em sua maioria elfos do mar e outros tipos de seres aquáticos inteligentes e anfíbios. O culto a Ariann é antigo, e é baseado no medo de muitos seres mortais ao movimento dos mares, assim como pelo amor daqueles que vivem próximos aos rios e lagos e recebem destes seu sustento. Ariann é considerado impaciente e incontrolável pelos outros Deuses, e apesar de vastos seus domínios no plano material, é o Primordial que possui um dos cultos mais fracos e desorganizados, principalmente pelo seu desdém para com os seres mortais. Ariann é considerado o pai dos seres aquáticos, criador dos elfos aquáticos e protetor dos animais dos mares e rios. Atua junto com seus clérigos na defesa dos mares e rios, e promove caçadas contra mortais que maculam ou atacam seres aquáticos sem necessidade de alimentação, que é a única forma que Ariann aceita de exploração dos habitantes de seus domínios. Assemelha-se a Ladon, pois acredita que os seres mais fortes merecem viver, e acha digna a busca por alimentos de maneira justa em seu reino. Geralmente protege pescadores que demonstram respeito e devido temor a seu poder, e abençoa cidades e embarcações que lhes preste as devidas reverencias. O Clero de Ariann faz suas orações durante a noite, quando a luz da Lua se reflete nas águas, e tem quatro rituais sagrados que são realizados com freqüência. A “Punição” é uma caçada contra algum ser inteligente que tenha causado dano ou sofrimento a algum ser aquático indefeso, realizada sempre por um grupo de clérigos das Águas que só é considerado finalizado quando a vítima da caçada é oferecida em oferenda ao deus das Águas viva, destinadas a morrer afogadas ou devoradas por algum monstro aquático faminto. O “Ritual de Purificação” ocorre durante os solstícios, quando os Clérigos das Águas se despojam de todas as suas vestes e se banham em uma nascente de rio ou à beira da praia sob a luz da Lua. Os sacerdotes acreditam que nestes dias o poder de Ariann é maior, livrando-os de qualquer doença física e mácula da alma. A “Oferenda da terra” é um ritual ministrado pelo Clérigo mais velho da região, em companhia de todos os fiéis das localidades próximas, onde são sacrificados animais terrestres e também qualquer pessoa que tenha causado danos às nascentes, rios e mares, em honra à Ariann. O ultimo é chamado de “As Águas da passagem” que ocorre quando da morte de um sacerdote. Durante estes rituais, o Clérigo das Águas falecido é despojado de todas as vestes e demais objetos e utensílios, e posto em uma embarcação feita de galhos e outros objetos leves, sendo solto sobre as águas para flutuar até o encontro do mar. A profanação dos corpos dos clérigos ou afundamento destas embarcações de maneira deliberada gera uma série de “Punições”, que são realizadas com grande alegria pelos Clérigos das Águas, como uma forma de homenagear e honrar o companheiro morto.

História/Relacionamentos: Ariann é um dos Primordiais, os primeiros deuses que deram forma e vida a Primeira e Segunda criação. Seu desapego aos seres mortais é gigante, o que culminou em ser ele um dos três Deuses elementais que devastaram o plano material durante a Segunda Guerra dos Deuses no final da Segunda Criação, tendo combatido abertamente contra o Levante dos Deuses e dizimado um número gigantesco de mortais. Seu culto se baseia no puro temor que grande parcela dos seres vivos tem dos mares traiçoeiros, e Ariann faz sempre o possível para manter acesa as chamas do medo nos povos. Em contrapartida respeita aqueles que são corajosos para navegar em suas águas, desde que esses façam oferendas e o agraciem da maneira correta. Durante a Revolta dos Deuses, Ariann destruiu a Deusa das Tempestades e o Deus do Clima, e tomou como esposa a Deusa dos Rios. Apesar de dividir o domínio do clima com Ellis, Ariann sempre é lembrado durante as grandes tempestades e chuvas abundantes, geralmente indesejadas, que alagam e arrastam construções mortais, causando destruição e terror. Dentre os demais Deuses, Ariann mantém relação próxima de amizade e aliança com Ellis Siannor, com quem é visto atuando diretamente na punição de mortais infiéis, e simpatiza com Ladon, o Deus dos Monstros, fato esse que no plano material justifica o número gigantesco de monstros aquáticos que rondam os mares do planeta. Ariann ainda respeita Eã e se enfurece facilmente contra qualquer um que perturbe sua irmã Lucen. Odeia a mácula de Treva, sendo todo seu clero instruído a atuar de maneira deliberada na destruição de mortos vivos, que Ariann considera um desrespeito à ordem natural da vida, assim como geralmente se envolve na frustração e destruição de comunidades costeiras humanas e élficas, o que o coloca em constante desacordo com Takhisis e Kasher.

Dogma: As águas são indomáveis, e devem ser temidas e respeitadas por todos, pois elas são parte do Senhor Ariann, e todos os mortais devem reverência e disciplina perante aos Deuses. Nunca permita que um mortal que macule as águas ou aqueles que vivem nela fiquem impunes de seus crimes. A Ira de Ariann é suprema, e jamais deixará de alcançar àqueles que desafiam seu poder. Mostre aos demais mortais o esplendor e poder que os fiéis e tementes ao Senhor das Águas possuem, pois sua glória e força são representações do poder maior de seu próprio Deus. Venere e cultue os grandes rios, os imensos lagos e os mares, pois meu corpo, braços e olhos estão espalhados pelo mundo, e nada fica fora do meu alcance.

Clero e Templos: Os templos de Ariann são sempre construídos em contato direto com as águas, sendo os locais mais propícios cavernas costeiras que são parcialmente cheias de água durante as marés altas, cavernas atrás de grandes cachoeiras que ficam úmidas e molhadas durante todo o tempo e até mesmo complexos construídos abaixo de rios e lagos. Toda cidade costeira tem um marco ou praça dedicada ao Deus Ariann, onde devem ser feitos constantemente oferendas e rituais de adoração ao Deus, e Ariann já destruiu cidades e embarcações que não seguiram os rituais que seu clero propôs de maneira correta. Seu clero, apesar de não ser numeroso, é constante e presente em todas as localidades onde o mar, rios, lagos e nascentes estão próximas, e muitos Clérigos do Deus dedicam a vida a proteção de determinados locais. A Igreja de Ariann não possui hierarquia nem grande organização, e os cultos são controlados sempre pelos clérigos mais velhos encontrados em cada comunidade onde eles existam, e os mais novos devem respeitá-lo. É de conhecimento entre o clero do Deus que o “Voz das Águas” é escolhido pelo próprio Deus, e ele é o único que pode em vida falar em nome de Ariann, e todos os clérigos do Deus devem respeitá-lo. O Clero tende a manter vida nômade ou no mínimo distanciada das grandes cidades e metrópoles, e aqueles que se estabelecem em comunidades maiores que vilarejos costeiros tendem a impor rituais e oferendas às autoridades locais em forma de respeito ao Senhor das Águas. Vestem-se de maneira casual e utilizam poucas vestimentas, sendo o azul a cor mais freqüente e comum escolhida para suas vestes. É comum que carreguem conchas, corais e uma série de outros itens oriundos das águas, como símbolo de sua fé.

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.